Eu digo NÃO!

Em defesa da língua portuguesa, o autor deste blogue não adopta o "acordo ortográfico" de 1990 por este ser inconsistente, incongruente e inconstitucional, para além de, comprovadamente, ser causa de crescente iliteracia em publicações oficiais e privadas, na imprensa e na população em geral.


08/03/2011

É carnaval...

É dia de carnaval e ninguém leva a mal!
Uma "brincadeira" de alguns moradores do Lugar de Portela, que arranjaram esta forma para protestar pela demora da Junta de Freguesia em retirar estas guias aqui depositadas há já alguns meses a esta parte.
Segundo parece, estas serviriam para construir um abrigo para os utentes do autocarro, só que a execução tarde e os moradores do Lugar, em particular aqueles que confinam com o largo das alminhas de portela, entenderam dar uma utilidade às ditas e baptizaram o arranjo como as "alminhas de são portelinha" para ver se chamam a atenção à Junta de Freguesia, o que até agora se mostrou infrutífero.

10 comentários:

Anónimo disse...

Existe tanta forma de chamar atenção da junta de freguesia. Por acaso quando por lá passei e vi semelhante espetáculo julguei que fosse qualquer tipo de bruxaria e por isso ninguém lhe toca.As pessoas desse lugar devem gostar dos enfeites, por isso ninguém lhe mexe, até acho que nem deviam construir lá nada, para não estragar tal palhaçada.

Anónimo disse...

Palhaçada é aquele amontoado de guias estar colocado em pleno cruzamento a uma infinidade de tempo.

Anónimo disse...

Meu Deus!!!
Parece que está a complicar a passagem de alguma coisa....
Não entrem em stress, tenham calma, o pior já lá está agora é só começar.
Deviam estar todos contentes pois, é sinal que algo vai acontecer, mais tarde ou mais cedo.Ainda vão morrer de stresssssss.
è preciso paciência e o povinho de Galegos não tem nenhuma.
As pessoas que fizeram isso, deviam ir para um circo, é lá que os palhaços deviam estar!!!!

Anónimo disse...

Já que n se pode falar com a JUnta de Fregusia por site, aproveito para lançar um aviso que julgo importante;

O Carteiro que anda a distribuir o correio, não sabe nem conhece nada, troca tudo.
Devem fazer chegar á chefia dos correios essa informação, e já agora aproveito para questionar;

PARA QUANDO A TOPONIMIA?

Anónimo disse...

O Sr. Francisco Sousa devia dizer na noticia que publicou, que o autor do referido espetáculo foi o seu progenitor, Sr. joão Sousa e não os moradores do lugar da Portela, não devemos esconder a verdade pois isso no meu entender de simples leigo é covardia...

Anónimo disse...

O Sr. Fancisco Sousa devia dizer a verdade,pois a pessoa que fez a palhaçada foi o seu próprio progenitor ou seja o Sr. joão Sousa,e não os moradores de Portela, no meu entender de simples leigo Sr. Francisco isto é cobardia.

Francisco de Sousa disse...

E não só caro anónimo, não foi só o meu progenitor, o Sr. João Sousa (pai exemplar e pessoa que muito admiro, embora nem sempre esteja de acordo com ele, e ele sabe disso) que "fez a palhaçada", mais alguém o ajudou...
No seu entender, eu ando a esconder a verdade e por isso não passo de um cobarde!!! Tenha paciência amigo, mas deve estar muito enganado a meu respeito, sou um cidadão aberto a todas as criticas e opiniões, mas não queira impor a sua verdade quando eu acho que não está correcta.
Mais, se tem alguma coisa contra o meu progenitor, não é a mim que se deve queixar, é a ele próprio, pelo que também posso entender isso como cobardia da sua parte por estar a criticar sob a forma do anonimato!
Sabe, é que embora o anónimo não possua conta que o identifique, pode sempre assinar no fim do comentário o seu nome e apelido para que eu também saiba quem me está a criticar, seria mais justo e verdadeiro, mas como na vida real nem sempre o que parece é verdadeiro, é melhor ficarmos por aqui.

Francisco de Sousa disse...

"Já que n se pode falar com a JUnta de Fregusia por site..."
pode tentar através do email:
junta.galegos@gmail.com

Isto é serviço público.

Anónimo disse...

É de quem esta mesmo á espera que o tempo passe!!!!!
santa hipocrisia.

JOSE disse...

realmente o carteiro deve ter dificuldade em entregar a correspondencia. com tanto anónimo na freguesia ainda vai passar a ser conhecida, melhor, a nao ser conhecida, pois os anónimos nao se conhecem.
Mesmo estando longe, gosto de saber o que se passa naquela que foi e nao deixará de ser a minha terra natal.
José Barroso