Eu digo NÃO!

Em defesa da língua portuguesa, o autor deste blogue não adopta o "acordo ortográfico" de 1990 por este ser inconsistente, incongruente e inconstitucional, para além de, comprovadamente, ser causa de crescente iliteracia em publicações oficiais e privadas, na imprensa e na população em geral.


24/04/2017

Obituário

O funeral está marcado para amanhã, terça-feira, dia 25 de Abril, pelas 18:00 horas, encontrando-se em câmara ardente na capela mortuária.

13/04/2017

Crónica desportiva


Lamentável

 

Como sabem, o Grupo Folclórico está a promover, nos primeiros e terceiros domingos de cada mês, a confecção de refeições para fora a fim de angariarem fundos para a construção de uma área coberta no terreiro adjacente à sua sede.
Com a finalidade de publicitarem essa iniciativa, tinham uma lona nas grades junto à entrada para a sede do Grupo Folclórico, com os dias que estavam a servir refeições - como procura documentar a primeira foto.
Ora, acontece que essa lona desapareceu. Foi cortada das cordas e dos parafusos que a prendiam às grades e ao muro. É caso para perguntar, será que a lona estaria a fazer falta a alguém? Terá sido por discordar da concorrência "desleal" ou foi com o propósito de desmotivar aqueles, que empenhada e arduamente, trabalham para atingir um objectivo? Ou terá sido simplesmente um acto de vandalismo, de idiotice ou capricho de alguém que não tem mais que fazer?
Lamentável e irresponsável.

P.S. - Dado que o terceiro domingo de Abril coincide com a Páscoa, o serviço de confecção de refeições para fora passa para o próximo dia 23 de Abril.

06/04/2017

Exposição

As suas origens, como a de tantos outros artesãos de Barcelos, estão na Freguesia de Galegos (Santa Maria). Nasceu no seio de uma família de oleiros e desde muito jovem que começou a andar em volta dos pais nas lides da fábrica de olaria que estes possuíam. Foi há cerca de uma década que passou a dedicar-se inteiramente à criação de figurado. A sua marca incide sobre o figurado mais tradicional de Barcelos, as suas criações são muito variadas, contudo as suas representações favoritas sãos os santos, as matrafonas e os galos, todas elas cheias de cor e brilho. Esta exposição visa rememorar a vida e obra desta barrista barcelense. 
(retirado de Agenda Barcelos)

01/04/2017

Por uma boa causa.


Fundos revertem a favor da construção de cobertura
 do espaço exterior da sede do Grupo.

31/03/2017

Jogo

Resultado final: 1-1.

Faltam oito finais:
 Brito (F), Arões (C), Ninense (F), Porto de Ave (C), Esposende (F),
 Vieira (C), Marinhas (F) e S. Paio de Arcos (C).
Será que a equipa consegue aguentar a pressão e escapar da zona de despromoção?
Vamos acreditar e esperar que sim!

28/03/2017

Obituário


O funeral está marcado para amanhã, dia 29 de Março, pelas 17:30 horas e o corpo encontra-se em câmara ardente na capela mortuária.

Destaque

 Vídeo com o desfile da Carla Pontes no Portugal Fashion 2017

A linguagem urbana tem sido a base de trabalho de Carla Pontes, desde que, em 2012, começou a apresentar colecções no circuito nacional e internacional.
Este sábado, foi, precisamente, esse percurso criativo que esteve em evidência no desfile da designer, no Portugal Fashion, que se realizou na Alfândega do Porto,
As propostas da colecção de outono/inverno 2017/2018, à qual criadora chamou de ‘Wind’ (Vento), trouxeram um sopro das referências do passado, com elementos de criações anteriores.
Desta espécie de retrospectiva – que a designer traz para celebrar aquela que é a sua décima colecção no Portugal Fashion – sobressai o imaginário volumétrico e minimalista que caracteriza a sua marca.
Ao mesmo tempo mantêm o lado orgânico, utilizando materiais naturais como a lã e o algodão que tornam os coordenados apresentados leves, macios e confortáveis.
Também a modelação das peças, os cortes direitos alternados com ligeiras assimetrias, e a eliminação de costuras contribuem para essa ideia de fluidez que perpassa a colecção e lançam o encontro com a parte urbana e mais desportiva do seu universo criativo.
Essa linguagem estética é ainda reforçada por pequenas aplicações metálicas, grafismos plásticos e contrastes de cor e padrões.
Nos coordenados que fez desfilar, Carla Pontes usou malhas mescladas e de efeitos riscados, jogando-as em sobreposição com os tecidos lisos. Nas cores, incidiu nos tons neutros, como os pretos, os cinzentos e os crus, aos quais acrescentou remates de cor, como o verde mostarda e o azul suave, algumas peças em tons mais fortes e quentes, como o vermelho toranja, para introduzir contraste.
Tal como o vento que passa mas retorna, a criadora procurou, nesta colecção, relançar alguns dos modelos mais marcantes da sua colecção e apostar na intemporalidade das peças.
(retirado da página www.delas.pt)